28 de jul. de 2019

O caminho da terapia.

O caminho da terapia é terapia.

É terapia porque é leve. Porque é calmo, silencioso, contemplativo. Plácido.

O caminho da terapia é terapia porque tem história, tem passado. Tem casarões e palacetes. Tem referências. Tem Aurélias, Lúcias, Carolinas e Capitus espiando por entre as frestas das venezianas antigas. Tem memórias de um Rio de Janeiro anterior ao caos, memórias de vestidos pesados, mangas longas, golas altas, rendas, chapéus, sombrinhas, luvas, e, Deus do céu, como não morriam de calor?

O caminho da terapia é terapia porque por tem a escola de dança e a escola de música. Ah, porque sempre tem música calminha, piano, violino, ballet e sapatilhas. Tem conversas, risos e cheiro gostoso na cantina. Porque tem aquele ponto da rua em que se vê lá no alto da janela um pedacinho do salão com seus alunos perdidos na dança e alheios ao mundo. Tem um suspiro sonhador no peito.

O caminho da terapia é terapia porque tem fotografia. Sempre, sempre tem. Um ângulo novo, uma luz nova, um detalhe novo. Tudo sempre igual, mas sempre novo. O caminho da terapia tem alguma mágica especial.

O caminho da terapia é terapia porque tem natureza, tem mata Atlântica misturada à cidade, à história e às pedras. Meio escondida, meio esquecida, mas lá. É terapia porque quase sempre corre vento fresquinho carregando cheiro de terra molhada.

O caminho da terapia é terapia porque a vida nasce entre o concreto, e a vida tem cor.

O caminho da terapia é terapia. É poesia. E como nessa vida nada é eterno, não sei por quanto tempo será. Então escrevo este texto - para um dia me lembrar, e assim, quem sabe?, eterno então ficará.


30 de mar. de 2019

Começou.

Começou dando errado.

Começou com planos que não saíram do papel. Com pessoas que não atenderam expectativas. Com frustração.

Começou com a decisão de não ser a vítima. Com a escolha de fazer a melhor limonada com os limões que a vida entregou.

Começou com as coisas se ajeitando. Surpreendentemente.

Começou ao passar por um caminho que se passa a toda hora.

Começou com olhos abertos. Com enxergar.

Começou com vontade.

Começou com prece.

Começou com atitudes.

Começou com percalços, com dificuldade, com esforço, com angústia, com momentos de desesperança, com frustração.

Começou com perguntas. Começou com respostas. Começou - por que não? - com milagres.

Começou com coragem vinda do céu. Começou com paz.

Começou com desafios. Com aprendizados, perrengues, dores de cabeça e problemas. Mas com paz.

Começou a caminhada pela estrada diante da porta finalmente aberta.

Começou com olhares ao horizonte e o vislumbre de outras estradas possíveis...

Começou um novo capítulo.

Nem sei como, mas começou. Já era hora. E a gratidão se faz presente a cada momento.

E sabe do que mais? Ainda está só começando...